terça-feira, 25 de outubro de 2016

OGAM 1 - O BLACK BEITHE-LUIS-FERN

Para todos aqueles que apreciam o estudo das Línguas tanto quanto de sistemas criptográficos e oráculos antigos, bem como, para as bruxas e bruxos que costumam usar alfabetos secretos, o Ogam, alfabeto celta utilizado pelas druidisas, druidas e bardos como sistema secreto e sagrado para fins magísticos (em rituais, encantamentos, para memorizar informações e como oráculo) não pode faltar.
A partir do século 4, o Ogam tornou-se conhecido pelos monges cristãos da Grã-Bretanha e Irlanda, que passaram a estudá-lo e anotá-lo em seus manuscritos, além de ser utilizado para inscrições em lápides funerárias e monumentos de pedras.
Fiz uma adaptação das letras ogâmicas para nosso alfabeto, conforme segue. Saliento que esta adaptação do Beithe-Luis-Fern para a Língua Portuguesa não pode ser aplicada à Numerologia Ogâmica, sobre a qual ensinarei em breve. Quem quiser saber mais sobre o Ogam, e há muito a ser dito, aguarde novas publicações.
A deusa que há em mim saúda a deusa/o deus que há em você!